22 setembro 2008


Lançada a Cartilha do Dia Nacional de Adotar um Animal 2008


Ao idealizar o Dia Nacional de Adotar um Animal, inicialmente lançado em 2001, como uma proposta para mobilizar as pessoas á praticarem uma ação concreta em homenagem a São Francisco de Assis, percebi no decorrer dos anos, que existia a necessidade de adicionar um trabalho voltado para a conscientização através da leitura.


Em 2004, foi lançada a primeira cartilha, que atraiu o interesse dos educadores, dos verdadeiros protetores dos animais e dos formadores de opinião, a partir daí, ela passou a ser uma grande aliada neste trabalho em prol do bem estar animal.


Nesta nova edição, ela enfoca a marcante presença dos animais na sociedade, ressaltando que eles fazem um bem enorme ao ser humano, considerados como o melhor “remédio” para o corpo e para a alma.


A sociedade precisa nutrir-se de informações, para conseguir compreender que os animais devem ser reconhecidos como sêres que merecem muito mais que esmolas, precisam ser respeitados e protegidos.


A cartilha tem como objetivo provocar um amplo debate sobre o direito dos animais , visualizando um conjunto de fatores que direto ou indiretamente influenciam na sua condição de vida.


Algumas leis foram criadas para defender os animais, mas ainda não estão sendo cumpridas plenamente, por isto o ideal é promover a conscientização através de campanhas educativas.É fundamental despertar nas pessoas a vontade de tratar os animais com respeito, não adianta sancionar leis que obriguem as pessoas a tomarem atitudes corretas, se elas desconhecem porque isto deve ser feito. O ideal é investir no conhecimento, descobrindo a causa dos problemas que afligem os animais, é possível amenizar as conseqüências. As leis são muito importantes, mas não são suficientes para criar uma nova mentalidade, as pessoas precisam estar motivadas a agirem corretamente.


A Declaração Universal dos Direitos dos Animais, da UNESCO, celebrada na Bélgica em 1978, e subscrito pelo Brasil, menciona entre os direitos dos animais o de "não ser humilhado para simples diversão ou ganhos comerciais", bem como "não ser submetido a sofrimentos físicos ou comportamentos antinaturais".


Em nossa legislação atual maltratar animais, quer sejam eles, domésticos ou selvagens, caracteriza-se crime ecológico, conforme art.32 da Lei 9.605, de 13.02.98, com detenção de três meses a um ano, e multa, para quem praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos. Ou seja, maltratar animais é crime.


Adotar um animal precisa ser encarado como um compromisso com a vida deste ser indefeso, que necessita de cuidados, desde quando é um filhote até a senilidade, jamais pode ser abandonado em caso de doença, de velhice, de viagem, de mudança de moradia, enfim, permanecerá na companhia de seu dono até que a morte os separe.


Esta campanha visa, também, promover o controle da natalidade, enfocando a importância da castração para evitar que ocorra a superpopulação de animais, e por conseqüência os maus tratos, através de eventos que acontecerão em várias cidades.


A cartilha que tem distribuição gratuita, está sendo enviada para as pessoas que se cadastraram durante o ano para recebê-la e , também, está sendo encaminhada para os responsáveis por eventos que estão programados para acontecer no dia 4 de outubro , esta data tão especial para todas as pessoas que amam os animais.

4 de outubro Dia Nacional de Adotar um Animal!

Plante a semente da caridade e colha os frutos do amor.



FONTE:Animal livre

2 comentários:

sa morais disse...

o teu blog foi nomeado para uma ou mais categorias nos Prémios IdeiasFixas2. Vai até lá e vota!!

Mario disse...

Eu encorajo a todos a adotar animais, é um ato de grande amor. Eu tenho dois cães em minha casa e eu os amo. Ontem comprei uma Casinha para Cachorro e eles estão muito felizes e jogar uns com os outros. Beijos